Sistema de Gestão Logística para pequenas e médias empresas: vale a pena?

Sistema de Gestão Logística para pequenas e médias empresas: vale a pena?

Existe um pensamento insistente entre pequenos e médios empresários de que investir num Sistema de Gestão Logística, Sistema de Gerenciamento de Armazém ou apenas WMS (Warehouse Management System) é algo apenas para empresas grandes e multinacionais. Mas na era do e-commerce e da compra por produtos de nicho, isso é verdade?

A pandemia da Covid-19 teve grande impacto na forma com que os consumidores fazem compras. Segundo pesquisa da Ebit/Nielsen, surgiram 13 milhões de novos consumidores no e-commerce em 2020. Essa informação encontra eco em dados da Associação Brasileira de Operadores Logísticos (ABOL) e da Fundação Dom Cabral. Segundo a pesquisa, o faturamento de companhias de logística cresceu 23,8%, em 2020. Só com esse número percebe-se como o setor foi acionado exaustivamente.

Tudo isso porque as pessoas querem um serviço de entrega rápido, eficiente e com poucos erros. Investir em logística não é simplesmente uma escolha, é uma demanda dos consumidores.

O executivo de vendas da e-Ship WMS, Alexandre Schnorr, explica que com o avanço da tecnologia e as informações na palma da mão das pessoas, o imediatismo está tomando conta. “No mundo da logística não é diferente, as pessoas compram produtos e querem as informações de quando vai chegar, quem vai entregar, em que estágio está sua compra e muito mais. Empresas que oferecerem essas informações abertas para seus clientes, vão estar um passo à frente de seus concorrentes.”

 

Benefícios de um WMS

Para deixar claro, quando abordamos o Sistema de Gestão Logística, nos referimos à uma gestão tecnológica de todo o supply chain. Por exemplo, ao utilizar um WMS, você tem controle sobre toda a vida útil de um produto dentro do seu estoque.

Com o WMS é possível ter o controle sobre toda a vida útil de um produto dentro do estoque. Ele rastreia a mercadoria desde o momento que ela entra no armazém até sua expedição. Dessa forma, diminuem as chances de extravio do pedido e consequentemente reclamações dos clientes. A pesquisa da Ebit/Nielsen apontou que a principal reclamação de novos clientes de e-commerce é o prazo de entrega.

Facilitar a gestão logística e aumentar a rentabilidade parece ser o melhor dos dois mundos para qualquer organização, independentemente do porte. “As empresas em um modo geral conseguem atingir sozinhas um patamar. Se quiserem crescer, precisam de aliados e parceiros para isso. Um sistema de WMS consegue ajudar a escalar o operacional da empresa, deixando os gestores sem preocupação nesse setor. Eles podem ficar focados no que realmente importa para crescerem: Vendas.”

Com o propósito de profissionalizar os processos de logística, a e-Ship possui um programa exclusivo para pequenas e médias empresas, que permite mais organização e processos automatizados e mais confiáveis no próprio local de armazenagem e expedição de pedidos, simplificando processos, acelerando a expedição e aumentando a produtividade da equipe, com isso, reduzindo custos. A e-Ship WMS começou a olhar para as empresas de pequeno e médio porte com muito carinho. Todas as empresas já foram pequenas um dia e precisaram de um amigo em algum momento. O Khoda chegou exatamente com essa proposta, ser um amigo trampolim para essas empresas, ajudar a escalar o operacional e dar solidez para o crescimento”, finaliza Alexandre Schnorr.